OS MECANISMOS DA IGREJA DE CRISTO

OS MECANISMOS DA IGREJA DE CRISTO
Compartilhar

OS MECANISMOS DA IGREJA DE CRISTO

Romanos 16.1-16

1 Recomendo-lhes nossa irmã Febe, serva da igreja em Cencréia. 2 Peço que a recebam no Senhor, de maneira digna dos santos, e lhe prestem a ajuda de que venha a necessitar; pois tem sido de grande auxílio para muita gente, inclusive para mim. 3 Saúdem Priscila e Áquila, meus colaboradores em Cristo Jesus. 4 Arriscaram a vida por mim. Sou grato a eles; não apenas eu, mas todas as igrejas dos gentios. 5 Saúdem também a igreja que se reúne na casa deles. Saúdem meu amado irmão Epêneto, que foi o primeiro convertido a Cristo na província da Ásia. 6 Saúdem Maria, que trabalhou arduamente por vocês. 7 Saúdem Andrônico e Júnias, meus parentes que estiveram na prisão comigo. São notáveis entre os apóstolos, e estavam em Cristo antes de mim. 8 Saúdem Amplíato, meu amado irmão no Senhor. 9 Saúdem Urbano, nosso cooperador em Cristo, e meu amado irmão Estáquis. 10 Saúdem Apeles, aprovado em Cristo. Saúdem os que pertencem à casa de Aristóbulo. 11 Saúdem Herodião, meu parente. Saúdem os da casa de Narciso, que estão no Senhor. 12 Saúdem Trifena e Trifosa, mulheres que trabalham arduamente no Senhor. Saúdem a amada Pérside, outra que trabalhou arduamente no Senhor. 13 Saúdem Rufo, eleito no Senhor, e sua mãe, que tem sido mãe também para mim. 14 Saúdem Asíncrito, Flegonte, Hermes, Pátrobas, Hermas e os irmãos que estão com eles. 15 Saúdem Filólogo, Júlia, Nereu e sua irmã, e também Olimpas e todos os santos que estão com eles. 16 Saúdem uns aos outros com beijo santo. Todas as igrejas de Cristo enviam-lhes saudações.

A Igreja de Cristo em Romanos 16

Em 17 de janeiro último nós começamos uma série de mensagens intitulada A Igreja de Cristo em Romanos 16. Naquela ocasião, nós refletimos sobre A Maquete da Igreja de Cristo – vimos uma reprodução em escala reduzida, mas fiel em aspecto e proporções, do cenário da Igreja composta pelos primeiros cristãos. Em síntese, concluímos que Romanos 16 nos ensina a cara que a SIBGO deve ter neste mundo:

  • Crentes que se importam uns com os outros.
  • Crentes que valorizam relacionamentos.
  • Crentes afetuosos.
  • Crentes piedosos no falar, no teclar e no agir.
  • Crentes que amam, arriscando e trabalhando duro pelo outro.

Em nossa segunda mensagem, que foi no dia 24/01, nós pensamos sobre As Mulheres da Igreja de Cristo. Vimos como as mulheres da SIBGO devem aprender com as mulheres da Igreja de Roma sobre como devem ser as Mulheres da Igreja de Cristo.

Hoje o nosso objetivo é ver Os mecanismos da Igreja de Cristo. Ou seja: Como cada membro do Corpo de Cristo (que somos nós) deve se dispor e se engajar de maneira que obtenhamos o resultado para o qual Deus nos criou e nos inseriu neste lugar.

PORQUÊ? É importante refletirmos sobre os mecanismos pois é precisamente aqui que a coisa sempre trava e não anda. Sabemos como é a maquete. Sabemos qual é o papel das mulheres e dos homens. Mas, na hora “H”, a coisa emperra.

Os mecanismos da Igreja de Cristo

Quando lemos Romanos 16, dentre tantas verdades que poderíamos observar, quatro disposições claras e cristalinas saltam aos nossos olhos, que se não forem colocadas em prática emperrará todo o processo de funcionamento da Igreja. Quais são essas disposições que auxiliam no processo de funcionamento da igreja? Em outras palavras: Quais são os mecanismos da Igreja?

1. A Igreja é composta de uma variedade unificada

A Igreja de Cristo é composta de todos os cristãos. Mas essa unidade profunda não desmerece suas diferenças individuais. Por exemplo, em Romanos 16 nós encontramos homens e mulheres (v. 1, 11), casados e solteiros (v. 3, 13), recém convertidos e crentes maduros (v. 5, 7), judeus e gentios (v. 11), ricos e pobres (v. 1, 5), jovens e idosos (v. 13).

Em capítulo anterior (Rm 12), Paulo também destacou os diferentes dons que existem na Igreja de Cristo (profetizar, servir, ensinar, animar, contribuir, liderar/pastorear, socorrer – Rm 12.6-8). Porém, toda esta diversidade, disse o apóstolo, é para ser canalizada na direção da unidade, a fim de que ocorra a edificação do Corpo de Cristo, e não para a sua divisão e morte (1Co 12.5-31; Ef 4.11-16). Mas, como?

A motivação para se cultivar a unidade e a edificação é o amor. Note que logo após discorrer sobre os dons na edificação (Rm 12.6-8), Paulo falou do amor:

Rm 12.9-10 – 9 O amor deve ser sincero. Odeiem o que é mau; apeguem-se ao que é bom. 10 Dediquem-se uns aos outros com amor fraternal. Prefiram dar honra aos outros mais do que a si próprios.

Escrevendo aos Efésios a verdade foi a mesma:

Ef 4.16 – Dele todo o corpo, ajustado e unido pelo auxílio de todas as juntas, cresce e edifica-se a si mesmo em amor, na medida em que cada parte realiza a sua função.

Quando a igreja não consegue unir a sua variedade em amor e trabalhar em prol do crescimento do Corpo, ela sofre, definha e morre. A Igreja, portanto, precisa vencer as suas barreiras e unir as suas variedades: homens e mulheres; ricos e pobres; casados e solteiros; maduros e imaturos; jovens e velhos; judeus e gentios (culturas diferentes); etc.

A primeira disposição necessária para desencadear o processo de funcionamento da Igreja é saber unir, em amor, a sua variedade em prol da edificação mútua. Romanos 16 deixa isso muito claro. Se não for assim ela emperra.

A igreja é composta de uma variedade unificada.

2. A Igreja é conduzida por servos anônimos

É impressionante como existem pessoas na Igreja de Cristo que servem diligentemente sem jamais serem reconhecidas – ou porque não são lembradas ou porque não querem ser citadas. Romanos 16 nos oferece diversos exemplos. Aqui, Paulo menciona alguns nomes que nós jamais teríamos conhecido, e muito menos sabido de suas funções na igreja, caso não tivessem sido lembrados por ele.

  • Febe, a serva bem-sucedida que levou a carta aos Romanos em mãos.
  • Epêneto, o primeiro convertido na Ásia.
  • Maria, que trabalhou arduamente pelos crentes.
  • Andrônico e Júnias, missionários notáveis que tinham sido presos.
  • Urbano, cooperador.
  • Aristóbulo, Narciso e outros que lideraram pequenos grupos.
  • Trifena e Trifosa, irmãs que trabalharam arduamente pelos outros.
  • Mãe de Rufo, que foi mãe para Paulo.

E tantos outros que nós só sabemos os seus nomes porque serviram no anonimato da Igreja de Cristo e foram lembrados por Paulo. Alguns outros estão adiante nesse mesmo capítulo. Vejam:

Rm 16.21-23 | 21 Timóteo, meu cooperador, envia-lhes saudações, bem como Lúcio, Jasom e Sosípatro, meus parentes. 22 Eu, Tércio, que redigi esta carta, saúdo vocês no Senhor. 23 Gaio, cuja hospitalidade eu e toda a igreja desfrutamos, envia-lhes saudações. Erasto, administrador da cidade, e nosso irmão Quarto enviam-lhes saudações.

Seus nomes não estão nos anais da história, não fazem parte das Enciclopédias Britânica, Barsa, Wikipédia ou Delta, mas são todos lembrados por Deus.

A Igreja sempre existiu por ter sido conduzida por homens e mulheres anônimos, sem nome nem valor para o mundo e tantas vezes sem nome nem valor até mesmo para os da própria igreja, mas todos valiosos para Deus e para o Reino. Encontre o seu lugar e sirva.

  1. A igreja é composta de uma variedade unificada.
  2. A igreja é conduzida por servos anônimos.

3. A Igreja é construída com atitudes humildes

Outra disposição marcante que encontramos aqui é a humildade.

Vemos gente rica humildemente envolvida com a obra. É o caso de Febe. Ela, não só levou a carta para Roma, mas, também, acudiu muita gente com o seu dinheiro.

Vemos gente talentosa e culta escrevendo a carta. É o caso de Tércio (v. 22). Ele colocou toda a sua cultura, conhecimentos e talento a serviço do Reino.

Vemos gente empreendedora envolvida com a obra. É o caso de Priscila e Áquila. Não precisavam, mas arriscaram a vida pelos outros e ajudaram bastante aqueles que estavam ao seu redor.

Vemos gente simples também servindo humildemente, sem achar que servir arduamente é coisa para quem tem dinheiro sobrando, ou tempo disponível. É o caso de Maria (v. 6).

Vemos gente que as pessoas nem sabiam o nome, mas que serviam humildemente – é o caso da mãe de Rufo, o irmão Quarto (v. 23), etc.

Como a Igreja de Cristo seria diferente se aprendêssemos a servir humildemente e também aprendêssemos que cada um é chamado para servir de uma maneira diferente; se aprendêssemos a parar de julgar quem serve – seja o rico ou seja o pobre. O livro de Provérbios apresenta a ideia correta de como deve ser o espírito de quem serve:

Pv 27.2 – Que outros façam elogios a você, não a sua própria boca; outras pessoas, não os seus próprios lábios.

Jesus vai além e diz assim:

Mt 5.16 – Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus.

  1. A igreja é composta de uma variedade unificada.
  2. A igreja é conduzida por servos anônimos.
  3. A igreja é construída com atitudes humildes.

4. A Igreja é caracterizada pelo amor simplificado

Amar é simples. É difícil, mas simples.

Paulo demonstra o seu mais profundo amor por esses crentes de Roma da maneira mais simples possível. Ele não solta fogos de artifício, não envia flores, não coloca medalha no peito nem oferece troféu ou placa de reconhecimento. Não que essas coisas sejam erradas, mas que há muitos que soltam rojões, mandam flores e presentes, colocam medalhas, entregam placas e fazem longos elogios em público e que não sabem amar. Paulo sabia amar. Paulo amava de forma simples.

Note bem como amar é coisa simples, observando comigo as seguintes expressões de Paulo:

  • Recomendo-lhes (v. 1)
  • Saúdem (v. 3)
  • Sou grato a eles (v. 4)
  • Trabalhou arduamente (v. 6)
  • Aprovado em Cristo (v. 10)
  • Trabalham arduamente no Senhor (v. 12)
  • Eleito no Senhor (v. 13)

O que estas expressões nos revelam?

O amor não precisa ser expresso de forma grandiosa e glamourosa. Aliás, quem não ama, muitas vezes se esconde por trás desses disfarces pomposos. O amor expressa-se melhor de formas inexpressivas, porém autênticas, calorosas e especiais.

Paulo, escrevendo aos Coríntios, vai dizer que é possível ser glamouroso e expressivo e ainda assim não expressar amor!

1Co 13.1-3 – 1 Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos [fale coisas bonitas], se não tiver amor, serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine. 2 Ainda que eu tenha o dom de profecia [pareça piedoso] e saiba todos os mistérios [tenha toda sabedoria do mundo] e todo o conhecimento, e tenha uma fé capaz de mover montanhas [gente de fé], mas não tiver amor, nada serei. 3 Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo [caridoso] e entregue o meu corpo para ser queimado [corajoso], mas não tiver amor, nada disso me valerá.

A Igreja é caracterizada pelo amor simplificado, expresso (1) nas saudações sinceras do dia-a-dia; (2) na acolhida calorosa do encontro semanal ou casual; (3) no reconhecimento encorajador pelo trabalho desempenhado para Deus e pelo próximo; (4) na alegria por saber que o outro é de Jesus. Simples, mas difícil. Mas isso sim é amor. As outras coisas são complementos.

  1. A igreja é composta de uma variedade unificada.
  2. A igreja é conduzida por servos anônimos.
  3. A igreja é construída com atitudes humildes.
  4. A igreja é caracterizada pelo amor simplificado.

OS MECANISMOS DA IGREJA DE CRISTO

Os mecanismos da Igreja de Cristo ou abecedário dos crentes:

  1. Aceite uns aos outros. Aceite a variedade em unidade.
  2. Busque servir os outros. Não queira ser servido.
  3. Cultive a humildade.
  4. Declare seu amor de forma simples ao próximo.

O segredo e o combustível para tais atitudes, para que funcionem os mecanismos da Igreja de Cristo, estão no que Paulo escreveu aos Filipenses.

Fl 2.1-5 | 1 Se por estarmos em Cristo, nós temos alguma motivação, alguma exortação de amor, alguma comunhão no Espírito, alguma profunda afeição e compaixão, 2 completem a minha alegria, tendo o mesmo modo de pensar, o mesmo amor, um só espírito e uma só atitude. 3 Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a si mesmos. 4 Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros. 5 Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus,

 Que Deus nos abençoe com graça, misericórdia e paz.

Compartilhar

Mensagens Recentes