O BATISMO CRISTÃO [PAR. 3]

O BATISMO CRISTÃO [PAR. 3]
Compartilhar

O BATISMO CRISTÃO [PAR. 3]

Mateus 28.18-19

18Jesus se aproximou deles e disse: “Toda a autoridade no céu e na terra me foi dada. 19Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-osem nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

As ordenanças da igreja

Em 25 de fevereiro, demos início a uma série de mensagens sobre as ordenanças da igreja: o batismo e a ceia do Senhor. Temos visto que Jesus Cristo, com toda a autoridade que lhe foi dada pelo Pai (Mt 28.18), ordenou-nos, conforme já lemos, que fossemos e fizéssemos “discípulos de todas as nações, batizando-osem nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”(Mt 28.19). Também recebemos do próprio Senhor Jesus a ordempara comermos do pão e bebermos do cálice, na ceia do Senhor, em memória de sua morte e testemunho de sua obra redentora, até que ele venha (Lc 22.19-20 e 1Co 11.23-25).

O que cremos sobre batismo

Esta é a terceira parte sobre a ordenançado batismo. Resumindo o que já dissemos nas duas anteriores, podemos reler o que a nossa igreja professa na Declaração Doutrinária da Convenção Batista Brasileira(DD-CBB); no artigo 9o nós lemos o que segue:

O batismoe a ceia do Senhor são as duas ordenanças da igreja, estabelecidas pelo próprio Jesus Cristo, sendo ambas de  natureza simbólica. O batismo consiste na imersão do crente em água, após sua pública profissão de fé em Jesus Cristo como Salvador único, suficiente e pessoal. Simboliza a morte e sepultamento do velho homem e a ressurreição para uma nova vida em identificação com a morte, sepultamento e ressurreição do Senhor Jesus Cristo e também prenúncio da ressurreição dos remidos. O batismo, que é condição para ser membro de uma igreja, deve ser ministrado sob a invocação do nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Pois bem, tendo já (nas outras mensagens) 1discorrido sobre João Batista como o precursor do batismo, 2demonstrado que a origem do batismo está na ordem do próprio Jesus, 3defendido que o batismo é por imersão do corpo todo em água, 4que simboliza a união do crente com Cristo e que é apenas para quem já creu em Jesus Cristo como Salvador, precisamos prosseguir, dando respostas à algumas questões mais práticas. A de hoje será: Por que eu devo ser batizado? ou Que benefício há em ser batizado?

Que benefício há em ser batizado?

Se você crê em Jesus Cristo como seu único e suficiente salvador, mas ainda não foi batizado, você precisa ser batizado. Não porque seja simplesmente opcional ou recomendado ou sábio ou a melhor coisa a se fazer. O batismo é requerido, é uma ordem de Jesus para todos os seus discípulos.

Obedecer Jesus não é opcional para quem nele crê. É verdade que ser discípulo de Jesus significa muito mais do que simplesmente obedecê-lo em todas as coisas, mas não significa obedecê-lo menos. Nossa obediência a Jesus é o teste decisivo de nosso amor pelo Mestre. Portanto, aqueles que creem em Jesus obedecem o que ele diz, e ele diz que todo aquele que crê será batizado (Mc 16.16). Se você crê, mas ainda não foi batizado, a ordem de Jesus deveria ser suficiente para você obedecê-la. Agora, se você, ainda assim, permanecer hesitante, perguntando-se: “Por que eu devo ser batizado?”, permita-me apresentar-lhe dois benefícios práticos do batismo.

Primeiro, a fé confessada (pelo batismo) sustenta a fé do coração. O batismo é uma declaração pública de sua fé em Cristo; é o anuncio público de que você pertence a Jesus. E se você está relutante em declarar abertamente quem é o seu novo Senhor, que agora você é um discípulo de Cristo, então ser batizado é o que você mais precisa fazer.

A sua fé em Cristo deverá redefinir quem você é; deverá declarar a verdade sobre o seu passado (estava morto no pecado), presente (nasceu de novo para uma nova vida) e futuro (ressuscitará para a vida eterna); deverá declarar quem é a sua nova família; quem tem a sua total fidelidade… e o batismo é o meio de você demonstrar e declarar todas essas realidades.

A vida cristã é para ser vivida aos olhos de todos, na companhia dos irmãos e irmãs de fé; e o batismo é a forma como nos unimos à comunhão dos santos de Deus no mundo. A fé confessada (pelo batismo) sustenta a fé do coração.

Segundo, o batismo oferece uma oportunidade singular para a evangelização. Muitos familiares e amigos que, de outra maneira, não viriam à igreja, virão com alegria para o seu batismo. Na ocasião, além de assistir a realidade do evangelho no ato de seu batismo — i.e., “Cristo morreu por nossos pecados, como dizem as Escrituras. Ele foi sepultado e ressuscitou no terceiro dia, como dizem as Escrituras”(1Co 15.3-4), seus convidados ouvirão o evangelho ser pregado e cantado na congregação. O batismo, portanto, oferece uma oportunidade singular para a evangelização.

Algumas objeções ao batismo

1. Uma das objeções mais comuns ao batismo é a seguinte: Por que eu preciso fazer tanto barulho sobre a minha decisão de ser crente em Jesus Cristo; por que tornar isso público; a fé não é algo pessoal; não basta eu crer em Jesus; Deus não conhece meu coração?

Bem, além do que já dissemos — ou seja: o batismo é uma ordem de Jesus, a fé confessada pelo batismo é fortalecida no coração, o batismo oferece oportunidade singular para evangelização de parentes e amigos —, a bem da verdade, Jesus não possui discípulos secretos. Ouça com atenção algumas das palavras do Senhor e tire suas conclusões:

Mateus 10.32-39 (NVT) |32“Quem me reconhecer em público aqui na terra, eu o reconhecerei diante de meu Pai no céu. 33Mas quem me negar aqui na terra, eu também o negarei diante de meu Pai no céu. 34“Não imaginem que vim trazer paz à terra! Não vim trazer paz, mas a espada. 35‘Vim para pôr o homem contra seu pai, a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra. 36Seus inimigos estarão em sua própria casa’. 37“Quem ama seu pai ou sua mãe mais que a mim não é digno de mim; e quem ama seu filho ou sua filha mais que a mim não é digno de mim. 38Quem se recusa a tomar sua cruz e me seguir não é digno de mim. 39Quem se apegar à própria vida a perderá; mas quem abrir mão de sua vida por minha causa a encontrará.

Lucas 9.26 (NVT) | Se alguém se envergonhar de mim e de minha mensagem, o Filho do Homem se envergonhará dele quando vier em sua glória e na glória do Pai e dos santos anjos.

Crentes em Jesus Cristo confessam publicamentesua fé em Cristo. De fato, confissão  pública acaba sendo redundância, pois confessaré, por definição, um ato público, significa falar diante de testemunhas. Se você fica nervoso em vir a público, olhe para o batismo como uma ajuda e não como um obstáculo. Ser batizado ajudará você fazer com sua fé aquilo que realmente precisa ser feito com ela: compartilhá-la publicamente.

Uma palavra de encorajamento aos tímidos que realmente se paralisam diante de uma multidão de pessoas assistindo. Você não precisa dizer com detalhes como foi sua experiência de conversão à Cristo. Basta responder simàs duas perguntas essenciais que são feitas pelo batizador no momento de sua profissão de fé: (1) “Você confessa sua fé em Jesus Cristo como seu único e suficiente Salvador e a ele se submete como seu Senhor?”; e (2) “Você se compromete, dependente da graça de Deus, a obedecer Jesus em todas as coisas que ele nos ordenou, vivendo na comunhão da igreja enquanto lhe for possível?”. Que fique claro: a fé em Jesus demanda confissão pública de fé; não basta crer, é preciso confessar (publicamente).

2. Outra objeção comum: Sou crente em Jesus Cristo há muitos anos. Não fui batizado quando me converti. Aliás, nem me lembro quando foi que me converti. Então, por que eu preciso me batizar agora? Já que faz tantos anos, desde a minha conversão, não seria sem sentido meu batismo somente agora?

Bem, certamente que teria sido melhor se você tivesse sido batizado logo após sua conversão a Cristo. Porém, quando se trata de obediência a um mandamento de Jesus, o ditado popular não poderia ser mais verdadeiro: “antes tarde do que nunca”. Ouça as palavras de Jesus, na Parábola dos dois filhos:

Mateus 21.28-32 (NVT) | 28“O que acham disto? Um homem que tinha dois filhos disse ao mais velho: ‘Filho, vá trabalhar no vinhedo hoje’. 29O filho respondeu: ‘Não vou’, mas depois mudou de ideia e foi. 30 Então o pai disse ao outro filho: ‘Vá você’, e ele respondeu: ‘Sim senhor, eu vou’, mas não foi. 31“Qual dos dois obedeceu ao pai?” Eles responderam: “O primeiro”. Então Jesus explicou: “Eu lhes digo a verdade: cobradores de impostos e prostitutas entrarão no reino de Deus antes de vocês. 32Pois João veio e mostrou o caminho da justiça, mas vocês não creram nele, enquanto cobradores de impostos e prostitutas creram. E, mesmo depois de verem isso, vocês se recusaram a mudar de ideia e crer nele.”

Repito: em se tratando de obediência a Jesus, antes tarde do que nunca. Seguir Jesus significa que quando somos convencidos de algum pecado em nossas vidas, nós nos arrependemos e obedecemos (Lc 5.32): “Não vim para chamar os justos, mas sim os pecadores, para que se arrependam”. Que fique claro: se você é crente, mas nunca foi batizado, é melhor que seja agora, tarde, do que nunca.

3. Uma terceira objeção: Em qual igreja eu devo ser batizado?

Bem, você pode realmente ter um problema aí! Eis o meu conselho: encontre uma igreja que pregue o evangelho e ensina a Bíblia sistematicamente; encontre uma igreja onde as pessoas levam a sério o significado de seguir Jesus e de ajudar uns aos outros no caminho do discipulado cristão; apresente-se ao pastor; fale a ele de sua fé em Jesus Cristo; expresse seu desejo de ser batizado; comprometa-se em unir-se àquela igreja, a servi-la com seus dons, talentos e recursos financeiros; e permita que os demais te ajudem a crescer no conhecimento e na graça de nosso Senhor Jesus Cristo. Se você é de Goiânia, Ou! Nós Estamos aqui! Venha para a Segunda Igreja Batista em Goiânia!

4. Quarta objeção: Eu fui batizado na infância (bebê). Preciso me batizar de novo?

Realmente, o batismo é um só; via de regra, uma vez batizado, você não precisa ser batizado novamente e não deveria ser batizado novamente. Mas, a questão é: infantes devem ser batizados? O batismo infantil (de bebês) é realmente batismo? Sobre batismo infantil e sobre quando batismo não é “batismo”, nós estudaremos nas mensagens a seguir. Fique sintonizado!

A base de tudo

Se você vem adiando o seu batismo por causa de medo ou ansiedade, seja forte e corajoso(a). Jesus prometeu nos assistir em momentos de pânico:

Mateus 10.19-20 (NVT) | 19Quando forem presos, não se preocupem com o modo como responderão nem com o que dirão. Naquele momento, as palavras certas lhes serão concedidas, 20pois não serão vocês que falarão, mas o Espírito de seu Pai falará por meio de vocês.

Se o Senhor prometeu estar conosco nessas horas de perseguição, sustentando-nos para que consigamos manter o testemunho de nossa fé em Jesus Cristo, quanto mais ele não nos ajudará a confessar publicamente a fé para o batismo. Não é mesmo? Afinal, “ninguém pode dizer que Jesus é Senhor a não ser pelo Espírito Santo” (1Co 12.3).

Tenha fé e confesse sua fé através do batismo, pois a base de tudo é: todo cristão é ordenado por Jesus a que seja batizado como profissão pública de sua fé.

Jesus nos manda fazer discípulos (Mt 28.18-20). Mas, como os discípulos de Jesus fazem discípulos? Primeiro, pregando o evangelho do reino de Deus, da mesma forma que Jesus o pregou (Mt 4.17 e 23). Fazer discípulos, portanto, significa, primeiro de tudo, pregar o evangelho. Segundo, tornam-se discípulos todos quantos recebem o evangelho com arrependimento pelo pecado e fé em Jesus Cristo. Após o quê, os convertidos são batizados e passam a aprender a obedecer a tudo o que Jesus ensinou. A ordem, portanto, é clara: (1) pregação do evangelho; (2) arrependimento e fé, seguido de batismo como profissão de fé; (3) aprender a obedecer a tudo o que Jesus ensinou.

Em que parte da sequência você se encontra? Já ouviu o evangelho? Creu nele para a sua salvação? Foi batizado? Não! Então, o que você está esperando? Procure-me e fale comigo sobre este assunto. Todos nós precisamos obedecer.

S.D.G. L.B.Peixoto

Compartilhar

Mensagens Recentes