A NOVA ORDEM DO APOCALIPSE

A NOVA ORDEM DO APOCALIPSE
Compartilhar

A NOVA ORDEM DO APOCALIPSE

Apocalipse 22.6-21

6Então o anjo me disse: “Tudo que você ouviu e viu é digno de confiança e verdadeiro. O Senhor, o Deus dos espíritos dos profetas, enviou seu anjo para dizer a seus servos o que acontecerá em breve”. 7“Vejam, eu venho em breve! Felizes aqueles que obedecem às palavras da profecia registrada neste livro.” 8Eu, João, sou aquele que ouviu e viu todas essas coisas. E, quando as ouvi e vi, caí aos pés do anjo que as mostrou a mim, a fim de adorá-lo. 9Mas ele disse: “Não faça isso! Sou um servo, como você e seus irmãos, os profetas, e como todos os que obedecem ao que está escrito neste livro. Adore somente a Deus!”. 10Em seguida, disse: “Não lacre com um selo as palavras proféticas deste livro, porque o tempo está próximo. 11Que o mau continue a praticar a maldade; que o impuro continue a ser impuro; que o justo continue a viver de forma justa; que o santo continue a ser santo”. 12“Vejam, eu venho em breve e trago comigo a recompensa para retribuir a cada um de acordo com seus atos. 13Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim.” 14Felizes aqueles que lavam suas vestes. A eles será permitido entrar pelas portas da cidade e comer do fruto da árvore da vida. 15Do lado de fora da cidade ficam os cães: os feiticeiros, os sexualmente impuros, os assassinos, os adoradores de ídolos e todos que gostam de praticar a mentira. 16“Eu, Jesus, enviei meu anjo a fim de lhes dar esta mensagem para as igrejas. Eu sou a origem de Davi e o herdeiro de seu trono. Sou a brilhante estrela da manhã.” 17O Espírito e a noiva dizem: “Vem!”. Que todo aquele que ouve diga: “Vem!”. Quem tiver sede, venha. Quem quiser, beba de graça da água da vida. 18Declaro solenemente a todos que ouvem as palavras da profecia registrada neste livro: Se alguém acrescentar algo ao que está escrito aqui, Deus acrescentará a essa pessoa as pragas descritas neste livro. 19E, se alguém retirar qualquer uma das palavras deste livro de profecia, Deus lhe retirará a participação na árvore da vida e na cidade santa descritas neste livro. 20Aquele que é testemunha fiel de todas essas coisas diz: “Sim, venho em breve!”. Amém! Vem, Senhor Jesus! 21Que a graça do Senhor Jesus esteja com todos.”

Fim! Essas palavras colocam um ponto final na Bíblia Sagrada. Elas também concluem o Apocalipse (Ap 21 e 22). São 16 versos que contêm uma seleção de três exortações sobre: 1a Palavra de Deus, 2a preparação da igreja e 3a pessoa de Cristo.

Tendo estudado, nas duas últimas mensagens, o novo mundo (o novo céu e a nova terra) e a nova igreja do Apocalipse (a nova Jerusalém), nesta última exposição do livro voltaremos nossa atenção para a nova ordem do Apocalipse.

Warren W. Wiersbe diz algo muito oportuno sobre o céu:

O céu é mais do que um destino, é uma motivação. Saber que vamos morar na Cidade Celestial deve fazer a diferença em nossas vidas aqui e agora. A visão da cidade santa motivou os patriarcas, enquanto caminhavam com Deus e o serviam (Hb 11.10, 13-16). Saber que ele voltaria para o Pai nos céus também encorajou Jesus Cristo diante da cruz (Hb 12.2). A certeza do céu não deve nos induzir à complacência ou descuido, mas estimular-nos a cumprir os nossos deveres espirituais.

Portanto, depois da visão do novo mundo e da nova igreja, vejamos que nova ordem das coisas o Apocalipse apresenta em suas palavras finais a nós que estamos à caminho do novo céu e da nova terra, a nós que somos cidadãos da nova Jerusalém.

1. A Palavra de Deus (22.6-11, 18-19)

1.1 — A revelação do Apocalipse é absolutamente confiável

Ap 22.6 | Então o anjo me disse: “Tudo que você ouviu e viu é digno de confiança e verdadeiro. O Senhor, o Deus dos espíritos dos profetas, enviou seu anjo para dizer a seus servos o que acontecerá em breve”.

João trata aqui da indisputável confiabilidade do Apocalipse. O mesmo Deus que revelou sua Palavra aos profetas, também revelou a mensagem desse livro a João, o apóstolo, através do anjo. Com essas palavras, portanto, Deus está autenticando o Apocalipse como um livro absolutamente inspirado e canônico. Logo, os habitantes do novo céu e da nova terra — a igreja de Cristo na terra, devem buscar neste livro exortação e consolação.

1.2 — A observância do Apocalipse produz bem-aventurança

Ap 22.7 | “Vejam, eu venho em breve! Felizes [como são abençoados por Deus!] aqueles que obedecem [guardam] às palavras da profecia registrada neste livro.”

Em primeiro lugar, guardar significa aceitar o conteúdo como legítimo — não mudar, não acrescentar nem subtrair nada do seu conteúdo. Isso já foi dito lá no Antigo Testamento:

Dt 4.2 | Não acrescentem coisa alguma às ordens que eu lhes dou, nem tirem coisa alguma delas. Simplesmente obedeçam aos mandamentos do SENHOR, seu Deus, que eu lhes dou.

Pv 30.5-6 | 5Toda palavra de Deus se prova verdadeira; ele é escudo para quem busca sua proteção. 6Não acrescente nada às palavras dele; se o fizer, ele o repreenderá e mostrará que você é mentiroso.

Portanto, queira você a Palavra de Deus como ela é; também o Apocalipse. Queira a Palavra, além de guardar, é valorizar a integridade do texto.

Guardar significa também obedecer, praticar, observar. Ou seja: valorizar a importância do texto. O Apocalipse não foi escrito para satisfazer a curiosidade intelectual quanto ao futuro. Ele foi escrito para que a igreja seja capaz de viver, consolada e corajosamente, dentro da vontade de Deus. A profecia não é apenas para informar sobre o fim, mas para preparar um povo santo para o fim.

1.3 — A composição do Apocalipse é para a igreja

Ap 22.8-9 | 8Eu, João, sou aquele que ouviu e viu todas essas coisas. E, quando as ouvi e vi, caí aos pés do anjo que as mostrou a mim, a fim de adorá-lo. 9Mas ele disse: “Não faça isso! Sou um servo, como você e seus irmãos, os profetas, e como todos os que obedecem ao que está escrito neste livro. Adore somente a Deus!”.

Deus é a fonte revelatória do livro. Já vimos que foi o próprio Senhor quem enviou o seu anjo para mostrar a João as coisas que em breve devem acontecer (Ap 22.6).

Jesus é o conteúdo do livro. O livro trata da revelação de Jesus Cristo — sua glória, sua mensagem, sua noiva, sua vitória.

O anjo foi o instrumento que Deus usou para mostrar a João o conteúdo do livro. O anjo não é a fonte da revelação, mas apenas seu instrumento.

João foi a testemunha ocular e o recipiente da revelação. Ele ouviu e viu. Essas coisas foram tão esmagadoras que ele caiu como morto aos pés de Cristo e agora se prostra diante do agente. Cristo o levantou e o anjo rejeitou sua adoração.

A igreja foi a destinatária do livro. A mensagem foi enviada às sete igrejas da Ásia, bem como a todas as igrejas em todos os lugares em todos os tempos. É para o nosso consolo e estímulo à adoração.

1.4 — A mensagem do Apocalipse é para ser anunciada

Ap 22.10 | Em seguida, disse: “Não lacre com um selo as palavras proféticas deste livro, porque o tempo está próximo.”

Daniel foi ordenado a selar o livro até a chegada do tempo do fim (Dn 8.26). João, no entanto, foi ordenado a não selar as palavras da profecia deste livro.

O fim chegou em Cristo. Desde a sua primeira vinda, o tempo do fim se iniciou. A mensagem da vitória de Cristo — o seu evangelho — precisa ser publicada, anunciada e pregada a todos os povos. Nossa mensagem não é para impressionar, assustar, confundir, entreter, mas para salvar e santificar.

1.5 — O sentido do Apocalipse é para ser mantido íntegro

Ap 22.18-19 | 18Declaro solenemente a todos que ouvem as palavras da profecia registrada neste livro: Se alguém acrescentar algo ao que está escrito aqui, Deus acrescentará a essa pessoa as pragas descritas neste livro. 19E, se alguém retirar qualquer uma das palavras deste livro de profecia, Deus lhe retirará a participação na árvore da vida e na cidade santa descritas neste livro.

O liberalismo tenta tirar algo da Escritura. Nenhum homem tem autoridade para retirar qualquer coisa da Palavra de Deus. Os liberais se levantam para dizer que os milagres não existiram, que o registro da criação foi apenas um mito, etc. Eles se levantam para dizer que muita coisa que está na Bíblia é coisa de homens e de culturas passadas. No entanto, não podemos negar a origem divina das Escrituras; não podemos negar o caráter divinamente inspirado deste livro.

Por outro lado, o misticismo tenta acrescentar algo à Escritura. Ele tenta acrescentar algo novo à revelação. Paulo diz que ainda que venha um anjo do céu para pregar outro evangelho, deve ser amaldiçoado (Gl 1.8).

Outro evangelho que não seja o original, em que falta partes como o do liberalismo, ou em que sobra partes como o do misticismo, não salva, é vão (1Co 15.1-2). Por isso que tanta maldição é prevista sobre aqueles que tiram ou colocam coisas na Bíblia.

Ouça as palavras de Jesus:

Mt 18.6 | Mas, se alguém fizer cair em pecado um destes pequeninos que em mim confiam, teria sido melhor ter amarrado uma grande pedra de moinho ao pescoço e se afogado nas profundezas do mar.

Portanto, a nova ordem do Apocalipse nos ensina que devemos nos apropriar com temor e tremor da Palavra de Deus.

2. A preparação dos crentes (22.11-15)

Após falar do lugar da Palavra de Deus na nova ordem do Apocalipse, João adverte a igreja a se preparar para os tempos do fim.

11Que o mau continue a praticar a maldade; que o impuro continue a ser impuro; que o justo continue a viver de forma justa; que o santo continue a ser santo”. 12“Vejam, eu venho em breve e trago comigo a recompensa para retribuir a cada um de acordo com seus atos. 13Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim.” 14Felizes aqueles que lavam suas vestes. A eles será permitido entrar pelas portas da cidade e comer do fruto da árvore da vida. 15Do lado de fora da cidade ficam os cães: os feiticeiros, os sexualmente impuros, os assassinos, os adoradores de ídolos e todos que gostam de praticar a mentira.

Impressionante que na última página, no último trecho da Bíblia, antes do Cânon das Escrituras se fechar para sempre, Cristo fala mais uma vez para a sua igreja, a nós, lembrando-nos de sua identidade, de seu retorno e de suas advertências principais.

Arrependa-se enquanto é tempo! Devemos viver nos lembrando sempre de que a vinda do Senhor é para qualquer momento, e pode ser que alguns não tenham mais tempo para mudar — “que o impuro continue a ser impuro” (v. 11).

1Jesus virá para julgar.

2Jesus virá para recompensar.

3O único critério válido é o sangue do Cordeiro para purificar.

4Há a árvore da vida nos aguardando (vida eterna, bênção contínua).

5Ficarão de fora os que não se arrependeram dos pecados.

Arrependa-se enquanto é tempo! Prepare-se para a chegada do Rei.

3. A pessoa de Cristo (22.13, 16-17)

A nova ordem fala da Palavra de Deus, adverte a igreja a se preparar para os tempos do fim e apresenta a pessoa de Cristo:

13Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim.” […] 16“Eu, Jesus, enviei meu anjo a fim de lhes dar esta mensagem para as igrejas. Eu sou a origem de Davi e o herdeiro de seu trono. Sou a brilhante estrela da manhã.” 17O Espírito e a noiva dizem: “Vem!”. Que todo aquele que ouve diga: “Vem!”. Quem tiver sede, venha. Quem quiser, beba de graça da água da vida.

Jesus é o começo e o fim (Ap 22.13). Ele não muda. Ele é Deus de eternidade a eternidade. Tudo vem dele e é para ele. Ele é o autor e o consumador da fé (Hb 12.2).

Jesus é o ascendente e o descendente de Davi (Ap 22.16); é a Raiz e também a Geração de Deus. Ele é Filho (humano) e também Senhor (Deus) de Davi. Ele abarca toda a história.

Jesus é a brilhante estrela da manhã (Ap 22.16). Ele anuncia o alvorecer da eternidade, declarando que esta vida é apenas um prelúdio da vida real no mundo porvir. Jesus é o Salvador divino-humano.

A Noiva do Cordeiro deve clamar ansiosamente para que o seu Noivo venha (Ap 22.17). O grande anseio de uma noiva não é ter uma casa, mas um esposo. Seu coração não está em coisas, mas no seu Amado. Ela anseia não apenas pelo paraíso, mas pelo Amado de sua alma. O clamor da Noiva é: Vem! Venha o teu reino! Ela sempre ora: Maranata, ora vem Senhor Jesus! (1Co 16.22).

A oração da igreja é: “Senhor Jesus leva a bom termo o teu plano na História com vistas à tua vinda”. Esta é uma oração fervorosa da igreja inspirada pelo Espírito Santo. A igreja clama pela vinda de Cristo. O anseio da igreja é pela chegada de seu Noivo para entrar no seu lar eterno. A última palavra da igreja é: “Vem, Senhor Jesus!” (Ap 22.20).

A igreja não apenas aguarda o Noivo, mas ela chama os sedentos para conhecerem o seu Amado. A igreja proclama que Jesus satisfaz. Ele tem a água da vida. O mundo não satisfaz, só Jesus pode matar a nossa sede. Só nele há vida eterna. A igreja proclama um evangelho de graça e não de obras ou méritos. Uma igreja que anseia pela volta de Jesus é uma igreja comprometida com evangelismo e missões.

A NOVA ORDEM DO APOCALIPSE

A nova ordem do Apocalipse se refere à 1Palavra de Deus (pelo que vivemos — de toda palavra que sai da boca de Deus), à 2preparação da Igreja (por que vivemos — preparar-nos para ver o Senhor) e à Pessoa de Cristo (para quem vivemos — para a glória do Cordeiro).

Mas não podemos deixar de notar com cuidado as últimas palavras desse livro, as últimas palavras da Bíblia. Há nelas promessa, prece e uma proclamação. Vivamos desses três:

Ap 22.20-21 | 20Aquele que é testemunha fiel de todas essas coisas diz: “Sim, venho em breve!”. Amém! Vem, Senhor Jesus! 21Que a graça do Senhor Jesus esteja com todos.”

Promessa:Sim, venho em breve!”; prece:Amém! Vem, Senhor Jesus!”; e proclamação:Que a graça do Senhor Jesus esteja com todos.

Compartilhar

Mensagens Recentes