Satanás e os cristãos dos dias atuais


Satanás e seus demônios estão em conflito contínuo com o povo de Deus, tentando-o e buscando corromper e destruir suas vidas, sua fé, e seu testemunho (1 Co 5.5). O conflito entre a semente da mulher e a semente da serpente, profetizado em Gênesis 3.15, continua na alma de cada verdadeiro crente. Ah, que lutas há entre o velho e o novo homem, a carne e o Espírito, natureza e graça! Como Rebeca, cujos filhos gêmeos guerreavam em seu ventre, o povo de Deus frequentemente se sente como quem tem dentro de si duas sementes que lutam por romper, a ponto de gritar em desespero: “Por que sou assim?” (Gn 25.22). Não é de admirar que nossa alma frequentemente nos é um mistério. Antes de conhecer a Cristo, não experimentávamos tais lutas. Só quando nos tornamos crentes é que entendemos esta batalha santa. O povo de Deus conhece intimamente as tentativas diárias de Satanás de feri-los. Como um filho de Deus, você é especialmente ferido quando Satanás ataca das seguintes formas:

(1) Satanás faz com que questionemos a verdade das promessas de Deus e a misericórdia desse Deus que nunca nos maltratou. (2) Satanás procura nos persuadir que não temos parte nessa questão de salvação, pois nós começamos com o Senhor, mas ele não conosco. (3) Satanás argumenta que nenhum filho de Deus poderia ser como somos: tão fracos na fé, tão corruptos, tão duros e sem oração, tão tolos e vãos. (4) Satanás chega como nosso acusador, levando-nos ao desespero, ou como anjo de luz, levando-nos à presunção. (5) Satanás apresenta o mundo com cores atraentes, tentando mover-nos de volta a costumes, amizades e vaidades mundanas. (6) Satanás nos pressiona a ceder à concupiscência da carne, à cobiça dos olhos e à soberba da vida.

Os guerreiros feridos, muitas vezes, temem estar perdendo a batalha contra Satanás. Eles se desgastam na luta, para apenas descobrir que escorregam pelo morro do pecado em direção à destruição. Crentes feridos não conseguem andar bem com os calcanhares feridos. Sentem que Deus seria justo ao lançá-los para longe, se ele lhes desse o que merecem. Mas a maravilha do evangelho é que, apesar da autocondenação do crente, Deus ganha a vitória por meio da semente da mulher, o Cristo vitorioso. Conforme nos diz Gênesis 3.15: “Este te ferirá a cabeça”. A ferida que Satanás faz no calcanhar do crente incomoda, mas não é fatal; pois Deus sobrepuja todos os esforços de Satanás para o bem de seu povo. Cristo abriga os crentes em seus braços como quem diz: “Querido cordeirinho, Satanás pode ferir seu calcanhar, mas eu feri a cabeça de Satanás por você, mediante minha morte, minha ressurreição e meu juízo.”

Cristo feriu a cabeça de Satanás com a sua morte expiatória. Em Cristo, a igreja está segura e a vitória é garantida.

Texto extraído e adaptado do livro:
Lutando contra Satanás, escrito por
Joel R. Beeke. Editora Fiel.

Compartilhar

Textos Recentes