Salmos: Canção para a alma


Depois de terem cantado um hino, saíram para o monte das Oliveiras.
Mateus 26.30

O que você faria hoje se soubesse que amanhã passaria pelo pior sofrimento de sua vida? Qual seria a sua atitude se você tivesse a certeza absoluta de que amanhã começariam os piores dias de sua existência?

Houve um dia, na vida de Jesus, quando, olhando adiante, ele só conseguia ver coisas absurdas e angustiantes. Seu dia seguinte seria o dia do Getsêmani, da depressão, da agonia, da escuridão da alma, do choro, do gemido, da solidão profunda. Pior ainda, seu dia seguinte seria o primeiro dos últimos dias de sua vida; dias de seu pior sofrimento. O que Jesus fez no sofrimento? Vimos em Mateus 26.30 que ele cantou um hino.

O exemplo de Jesus nos ensina que, na hora do sofrimento, nada melhor do que uma canção inspirada por Deus, para nos fortalecer, aliviar, encorajar com fé e esperança, e nos encher de amor para prosseguir. Vocês já observaram como os apaixonados que sofrem por amor costumam cantar? Já viram como a música nos alivia na hora da dor? Charles R. Swindoll foi feliz a dizer que “a combinação certa de palavras, melodia e ritmo raramente falha em agir como mágica [para a alma]”.

Quando a alma da gente se agarra a uma canção ela se farta de fé, de esperança e de amor. Uma alma com uma canção forte prevalecerá. Nós precisamos dos Salmos! A nossa alma precisa dos Salmos! Os Salmos são canções para a alma.

Todo ser humano, enquanto peregrinar por esta vida, jamais se verá livre das implacáveis pressões do dia-a-dia. Da dona de casa ao presidente da empresa. Do pastor ao profissional liberal.

A dona de casa, além de ter que manter a casa em ordem, completando uma lista interminável de atividades domésticas, precisa atender prazos, tomar decisões e, principalmente, competir com forças de vontade dos filhos. Quem trabalha fora experimenta uma opressão de um tipo diferente: pessoas, pessoas, pessoas… pessoas insatisfeitas que preferem gritar, agredir e processar do que sorrir, dialogar e resolver os problemas. Na mesma proporção que as demandas aumentam, provocando esgotamentos, a energia diminui.

Como sobreviver a tanta opressão? Precisamos de uma canção. Sem uma canção o dia jamais terminaria e a estrada jamais dobraria. Sem uma canção nós ficaríamos sozinhos. Precisamos de uma canção. Precisamos dos livros dos Salmos.

Baseados na experiência de Jesus com Salmos, permita-me fazer três aplicações para concluirmos.

Instrução | Não separe a sua vida das experiências dos salmistas. Identifique e examine os seus problemas à luz dos relatos dos Santos (e do resto das Escrituras). Jesus sempre fez assim.

Internalização | Leia, memorize, medite e ore os Salmos. Além de nos encorajar, os Salmos falam a Deus por nós.

Inspiração | Busque fortalecer a sua alma com as palavras do Salmos.

Que o Senhor nos abençoe com “Canção para a alma”
Leandro B. Peixoto.

Compartilhar

Textos Recentes