PROVE E VEJA QUE O SENHOR É BOM


No Brasil, mais de 90% das pessoas acreditam na existência de Deus e 83% delas têm por verdadeira a realidade do paraíso. Ou seja, os brasileiros não apenas creem em Deus, como a maioria conta compartilhar com ele a eternidade. Fica, porém, uma dúvida: será que essa gente toda sabe o que significa buscar a Deus? Provavelmente não, mas quem lê e medita no Salmo 34 consegue tomar nota de algumas das lições de Davi.

De todas as dicas do salmista, a que mais cativa o coração é a do verso 8: “Provem, e vejam como o Senhor é bom. Como é feliz o homem que nele se refugia!” Percebeu? Buscar a Deus é dele provar. Mas, por que provar? Por que o homem segundo o coração de Deus não nos exortou a simplesmente “pensar” ou “lembrar”, por exemplo? Por que não usou outro exercício cognitivo qualquer? Sei lá… talvez “meditar”, “estudar”, “refletir”… Por que “provar”?

Quando provamos, nós realmente descobrimos o sabor, o que, convenhamos, é totalmente diferente de quando alguém descreve para nós o seu paladar. Só conhece realmente quem provou efetivamente. Uma coisa é alguém nos dizer como é o sabor de uma manga, por exemplo, outra bem diferente e muito melhor é nós mesmos chuparmos a manga. Provando-a nós a conhecemos melhor, nós experimentamos por nós mesmos, nós nos deliciamos.

Quando provamos, nós não ficamos apenas na abstração do pensamento, mas concluímos que Deus é doce. Além de verdadeiramente conhecer, provando, nós saboreamos com prazer, conhecemos e glorificamos a Deus, tudo ao mesmo tempo. Afinal, como John Piper bem definiu, “Deus é mais glorificado em nós quando nós mais nos satisfazemos nele”. Por isso que devemos prová-lo, saboreá-lo, e não apenas pensar nele, saber sobre ele, falar dele, entender ou crer que ele existe. Deus precisa ser a nossa delícia, o nosso prazer, a nossa maior alegria. Deus precisa ser provado pelas papilas gustativas da alma.

Mas, como? Provamos a delícia de Deus quando ele, pelo Espírito, vem ao nosso encontro em sua Palavra. Noutro Salmo, Davi diz assim: “Quão doces são as tuas palavras ao meu paladar! Mais que o mel à minha boca” (Sl 119.103). Viu? Prove, e veja como o Senhor é bom. Como é feliz o homem que nele se refugia! Como é feliz o homem que na Lei do Senhor medita de dia e de noite. Leia a Bíblia e prove de Deus. Veja que o Senhor é bom.

Com carinho, Pr. Leandro B. Peixoto.

Compartilhar

Textos Recentes