A COISA MAIS IMPORTANTE


Qual é a coisa mais importante da vida cristã? “Servir” é o que logo vem à mente de todo crente. Sim, servir é realmente importante. Afinal, assim como foi com Jesus, quando ele andou por aqui, nós não existimos para sermos servidos, mas para servirmos e darmos as nossas vidas em resgate por muitos (Mc 10.45). Agora, quem vive na linha de frente do serviço sofre com grandes tentações, principalmente a de se esquecer da coisa mais importante. Foi o que aconteceu com Marta, irmã de Maria e de Lázaro.

A história dessa mulher (Lc 10.38-42) não nos dá muitos detalhes, mas podemos supor que Marta, por ser a irmã mais velha, recebeu e hospedou Jesus e os 12 apóstolos em sua casa. Possivelmente prendada, logo correu para a cozinha e começou a preparar o melhor prato para todos. Ela esperava que Maria rapidamente se juntasse a ela, para ajudá-la no que fosse preciso. Só que não! Como a irmã estava demorando e a coisa estava apertada lá dentro da cozinha, Marta correu para dar uma espiadinha lá na sala. Qual surpresa não foi a dela, pois “Sua irmã, Maria, sentou-se aos pés de Jesus e ouvia o que ele ensinava” (Lc 10.39)!

A essa altura, as panelas não eram as únicas coisas que ferviam naquela casa. O que começou com um ato genuíno de bondade, tomou um caminho inesperado de ira e de acusações (Lc 10.40): “Senhor, não o incomoda que minha irmã fique aí sentada enquanto eu faço todo o trabalho? Diga-lhe que venha me ajudar!”

O serviço é uma virtude elogiada em toda a Bíblia, e Marta não foi repreendida por estar servindo, mas por fazer do seu serviço um ídolo; ou seja, ela fez do servir a fonte suprema de satisfação e de significado para a vida, e quando tudo deu errado e ela perdeu o controle da situação, aquela mulher teve um ataque de fúria.

Os resultados foram trágicos:  Marta interrompeu e deu ordens ao Senhor, acusou Maria e, assim, ergueu uma barreira de discórdia enorme entre ambas. Foi quando Jesus pronunciou suas doces palavras (Lc 10.41-42): “Marta, Marta, você se preocupa e se inquieta com todos esses detalhes. Apenas uma coisa é necessária. Quanto a Maria, ela fez a escolha certa, e ninguém tomará isso dela”.

Nos pés de Jesus, ouvindo suas palavras, em doce comunhão com o Senhor, é que nós o glorificamos, unimo-nos em amor aos irmãos, encontramos significado, satisfação e sabedoria para prosseguirmos no serviço cristão. Fora de lá, servindo a Deus longe de Jesus, nós pecamos contra Deus e contra o próximo.

Servir é muito importante, mas mais importante é amar a Jesus acima de tudo e o próximo como a nós mesmos (Mc 12.30-31). Isso nós só aprendemos a fazer quando vamos para os pés do Senhor. Os pés de Jesus é a coisa mais importante.

Com carinho, Pr. Leandro B. Peixoto.

Compartilhar

Textos Recentes